quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

A castração da Maya

Como pode em tão pouco tempo sentir um amor tão grande?
Fazem só dois meses que Maya está aqui em casa.
Ela cresceu bastante, e chegou o dia da castração...
Ficou dois dias na clínica e sentimos um vazio enorme.
Sentimos falta do jeito desajeitado de pedir carinho e atenção, 
de quando acorda e vem sonolenta e pula nas nossas pernas...
Mas agora está em casa se recuperando e parece que nem fez cirurgia, 
já arrancou o curativo, não para um minuto essa espoleta.
E eu penso, Deus sabe de todas as coisas, foi preciso alguém abandonar essa criaturinha na rua
para sabermos mais uma vez o significado da palavra amor, e aqui em casa é unânime o amor que sentimos por vc Maya. Será para sempre o nosso bebezão.

Nenhum comentário: